Men in Black (MIB)

Os Men in Black são criaturas muito estranhas, talvez ETs ou agentes governamentais, que visitam testemunhas de OVNIs e os avisam que não devem falar a ninguem sobre essas experiencias. John Keel em The Mothman Prophecies fala dos MIB, tal como Gray Barker em They Knew Too Much About Flying Saucers. Diz-se que os MIB apreciam velhos modelos Cadillac de côr escura. Não gostam de ser fotografados, apesar de ser afirmado que vestem de negro. A sua mistica está a gastar-se, contudo, pois para quem é tão secreto temos agora um filme, uma série de TV, uma revista e o jogo de computador.

John Sherwood (alias Dr. Richard H. Pratt) tornou claro o papel que Gray Barker, director das Saucerian Publications, representou no mito dos MIB. "They Knew Too Much About Flying Saucers tornou os Men In Black (M.I.B.) receados nos circulos OVNIs durante os finais dos anos 50 e anos 60," afirma Sherwood, mas o livro era ficção impura, escrito puramente para fazer dinheiro com pouca preocupação para a diferença entre facto e ficção. Foi Barker que publicou um livro de Sherwood com 17 anos de idade, Flying Saucers are Watching You, que o autor afirma agora ter sido a sua "unica experiencia de jornalismo corrupto," i.e., escreveu-o sem cuidado com a diferença entre facto e ficção. Contudo Sherwood admite que ele (como Dr. Pratt) alinhou no esquema quando os adeptos dos ovnis o marcaram como tendo sido silenciado pelos M.I.B. 


Leituras

Randles, Jenny. Men in Black : Government Agents or Visitors from Beyond - Finally the Truth (St Martins Mass Market Paper, 1997).

Rojecewicz, Peter M. "The Men in Black Experience and Tradition: Analogues with the Traditional Devil Hypothesis," Journal of American Folklore 100 (April/June 1987): 148-60.

recuarhome